Eduardo Bolsonaro cuspiu em Jean Wyllys em votação do impeachment

O deputado do Psol cuspiu em Jair Bolsonaro após a votação da continuação do processo de impeachment na Câmara dos Deputados. O filho do ultra-conservador foi lá e revidou

O cuspe desferido pelo deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) contra o colega Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já deu muito o que falar. O ato aconteceu, segundo Wyllys, após ser insultado e ter o braço puxado por “ele ou alguém que estivesse perto dele” durante a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No entanto, uma outra desavença quase passou desapercebida, a cusparada de revanche de Eduardo Bolsonaro (PSC-SP).

A reação de Eduardo Bolsonaro foi flagrada e divulgada, nesta terça-feira (19/4), pelo jornal Anexo 6.

Logo após o embate entre Wyllys e Jair Bolsonaro, Eduardo vai atrás do socialista e dispara uma cusparada. Depois, ainda o xingou de “viado” e o mandou “tomar no c*”.

Mas parece que ele esqueceu do ato. Em vídeo publicado no Facebook, Eduardo afirma que ouviu coisas que não gostou, mas isso não o levou a cuspir que em alguém. “Ontem [no dia da votação] eu ouvi muita coisa que não gostei também. Ouvi Marighela sendo chamado de herói, ouvi falando que MST é um movimento justo e por aí por diante. Fatos que eu não concordo. E nem por isso eu cuspi em alguém”.

Bolsonaro (o pai) afirmou que entrará com um processo contra Wyllys no Conselho de Ética da Câmara. Se condenado, o deputado do PSol pode perder o mandato. Depois das imagens, será que o filho também pode perder a cadeira na Câmara dos Deputados.