Doria sobre bloqueio de R$ 29 milhões: “Decisão descabida. Vamos recorrer”

O governador de São Paulo é acusado de improbidade administrativa por autopromoção com dinheiro público quando era prefeito da capital

atualizado 20/10/2020 16:54

Rafael Arbex/Agência estado

São Paulo – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), usou as redes sociais nesta terça-feira (20/10) para rebater a decisão da Justiça do estado que determinou o bloqueio de R$ 29,4 milhões em recursos e patrimônio do tucano. O político paulista afirmou que vai recorrer da sentença.

No Twitter, o governador pontuou que a decisão é “descabida”. “Pela primeira vez na história da cidade, utilizamos recursos das multas de trânsito para o recapeamento de ruas e avenidas da capital”, justificou.

O tucano ainda assinalou: “Não houve benefício pessoal algum, mas sim o benefício para milhões de pessoas. Entre ficarmos de braços cruzados e tapar buracos da cidade, decidimos agir e cumprir nosso dever: melhorar a vida dos brasileiros de São Paulo”.

Doria é acusado de improbidade administrativa por autopromoção com dinheiro público. O tucano nega irregularidades.

O governador de São Paulo é acusado de ter causado prejuízo aos cofres públicos quando era prefeito de São Paulo, em 2018, e feito campanha publicitária de um programa de recapeamento de asfalto.

Segundo a denúncia do Ministério Público, foram gastos em propaganda o equivalente a 21% do total empregado nas obras de pavimentação, que teriam custado R$ 461 milhões.

Na decisão, o juiz assinalou que é “duvidosa a existência de caráter educativo, informativo ou de orientação social em publicidades pertinentes a programa de recapeamento” e que o político divulgou “em suas redes sociais pessoais o programa de governo, inclusive com sua imagem incluída em uma das peças publicitárias utilizada na campanha de publicidade”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

 

Mais lidas
Últimas notícias