CPI da Covid convoca empresário bolsonarista Luciano Hang

Hang é apontado por integrantes da comissão como responsável por financiar uma rede de fake news sobre a pandemia da Covid-19

A CPI da Covid aprovou, nesta quarta-feira (30/6), a convocação do empresário bolsonarista Luciano Hang, que é apontado por integrantes da comissão como responsável por financiar uma rede de fake news sobre a pandemia do novo coronavírus.

“O depoimento da referida pessoa, por esta CPI, é imperioso e imprescindível para o desenrolar da fase instrutória e, obviamente, para futuro deslinde das investigações”, disse o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), no requerimento de convocação do empresário.

Carlos Wizard e ele articularam para que empresas pudessem comprar vacinas, o que foi aprovado pelo Congresso Nacional, sob a condição de doação ao Sistema Único de Saúde (SUS). Eles, todavia, tentaram evitar essa cláusula, inclusive com um novo projeto.

1/4
Luciano Hang em transmissão ao vivo com duas médicas ligadas ao Ministério da Saúde
Em 2018, durante as eleições, o empresário publicou vídeo no Facebook para anunciar o apoio ao, na época, candidato à presidência Jair Bolsonaro. Contudo, para pedir votos, ele pagou para impulsionar o vídeo, o que é considerado ilegal pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
Luciano Hang é dono das lojas Havan
Luciano Hang e Carlos Wizard

Wizard presta depoimento, nesta quarta-feira, porém, após a apresentação inicial na qual negou integrar o “ministério paralelo” de aconselhamento ao presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia da Covid-19 e citar passagens bíblicas, se silenciou, com base no habeas corpus concedido pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Confira a lista de convocados nesta quarta-feira:

  • Adeílson Loureiro Cavalcante, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
  • Antonio Jordão de Oliveira Neto, médico
  • Antônio José Barreto de Araújo Junior, ex-secretário executivo do Ministério da Cidadania
  • Cristiano Alberto Carvalho, procurador da Davati Medical Supply no Brasil
  • Danilo Berndt Trento, sócio da empresa Primarcial Holding e Participações
  • Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica
  • Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos
  • Gustavo Mendes Lima, gerente de medicamentos da Anvisa
  • Luciano Hang, dono da rede de lojas varejistas Havan
  • Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply no Brasil
  • Marcelo Pires, coordenador de Logística do Ministério da Saúde
  • Marcelo Blanco, assessor do Ministério da Saúde
  • Regina Célia Silva Oliveira, servidora do Ministério da Saúde
  • Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados
  • Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde
  • Robson Santos da Silva, secretário de saúde indígena do Ministério da Saúde
  • Rodrigo de Lima, funcionário do Ministério da Saúde
  • Rogério Rosso, ex-deputado e diretor da União Química
  • Silvio de Assis, empresário
  • Thiago Fernandes da Costa, servidor do Ministério da Saúde
  • Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos