CPI convoca ex-diretor da Saúde acusado de cobrar propina por vacina

Colegiado também decidiu pela quebra de sigilo do ex-diretor do Departamento de Logística em Saúde da Secretaria Executiva do ministério

A CPI da Covid aprovou, nesta quarta-feira (30/6), as convocações de Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply, e de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Departamento de Logística em Saúde da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde.

Dias foi acusado pelo empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que se apresenta como representante da empresa Davati Medical Supply e negociava a venda de 400 milhões de doses de vacina, de cobrar propina de US$ 1 por unidade, segundo revelou o jornal Folha de S.Paulo. O acordo, todavia, não foi fechado.

A comissão também convocou o tenente-coronel do Exército Marcelo Blanco, assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde na gestão Roberto Ferreira Dias, e, que segundo Dominguetti, estaria presente no encontro em que lhe foi pedido propina.

Ademais, a CPI requisitou informações ao restaurante Vasto e ao Brasília Shopping e a disponibilização dos vídeos de segurança de ambos gravados no dia 25 de fevereiro de 2021, data em que teria ocorrido o encontro.

Os senadores também aprovaram a transferência dos sigilos fiscal, bancário, telemático e telefônico do ex-servidor indicado pelo ex-deputado Abelardo Lupion (DEM-PR) e pelo líder do Governo Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Dias foi nomeado na gestão do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM). O diretor tem boa relação com membros do Centrão.

Confira a lista de convocados nesta quarta-feira:

  • Adeílson Loureiro Cavalcante, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
  • Antonio Jordão de Oliveira Neto, médico
  • Antônio José Barreto de Araújo Junior, ex-secretário executivo do Ministério da Cidadania
  • Cristiano Alberto Carvalho, procurador da Davati Medical Supply no Brasil
  • Danilo Berndt Trento, sócio da empresa Primarcial Holding e Participações
  • Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica
  • Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos
  • Gustavo Mendes Lima, gerente de medicamentos da Anvisa
  • Luciano Hang, dono da rede de lojas varejistas Havan
  • Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply no Brasil
  • Marcelo Pires, coordenador de Logística do Ministério da Saúde
  • Marcelo Blanco, assessor do Ministério da Saúde
  • Regina Célia Silva Oliveira, servidora do Ministério da Saúde
  • Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados
  • Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde
  • Robson Santos da Silva, secretário de saúde indígena do Ministério da Saúde
  • Rodrigo de Lima, funcionário do Ministério da Saúde
  • Rogério Rosso, ex-deputado e diretor da União Química
  • Silvio de Assis, empresário
  • Thiago Fernandes da Costa, servidor do Ministério da Saúde
  • Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos