Câmara: comissão aprova piso salarial dos farmacêuticos em R$ 6,5 mil

Redação legislativa prevê reajustes anuais do piso remuneratório. Farmacêutico responsável técnico terá adicional

atualizado 13/07/2022 13:19

Pesquisa revela perda de renda de enfermeiros, farmacêuticos e biomédicos no DF Hugo Barreto/Metrópoles

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (13/7), o relatório do Projeto de Lei 1.559/2021, que institui o piso salarial nacional dos farmacêuticos. O único voto contrário ao parecer do relator, deputado Ricardo Silva (PSD-SP), no colegiado foi o da deputada Adriana Ventura (Novo-SP).

A proposta tramita em caráter conclusiva e ainda precisa ser submetida à análise das comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada nos colegiados, irá ao Senado Federal.

A redação estabelece em R$ 6,5 mil o piso salarial nacional da categoria, além de prever que o salário profissional do farmacêutico responsável técnico será acrescido do adicional de responsabilidade técnica (RT) no valor de 10% do piso remuneratório.

Há a previsão de que o piso seja reajustado quando a lei entrar em vigor, considerando a variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) entre junho deste ano e o mês anterior à sanção da matéria.

Além disso, o relator sugere reajustes anuais do valor com base no mesmo índice.

O piso salarial entrará em vigor imediatamente após a sanção presidencial, assegurada a manutenção das remunerações e dos salários vigentes superiores a ele na data de entrada em vigor da lei.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias