Bolsonaro chama pergunta de “idiota” e encerra entrevista após 50 segundos

Presidente se recusou a responder sobre uso de helicóptero da FAB para levar familiares ao casamento do filho Eduardo Bolsonaro

Durou 50 segundos exatos a entrevista prevista com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) na noite desta sexta-feira (26/07/2019), após o mandatário do país sair da solenidade de formatura de aspirantes e oficiais da Polícia Militar de Goiás, em Goiânia, na qual um sobrinho, Luiz Paulo Leite Bolsonaro, se graduou.

Logo na primeira pergunta, sobre o uso de helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB) por familiares para ir ao casamento do “filho 03”, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o chefe do Executivo encerrou abruptamente a entrevista, após disparar que a pergunta da repórter do jornal Folha de S.Paulo era “idiota”.

“Peraí… Dá licença, estou num evento militar, tem familiares meus aqui, prefiro vê-los a responder uma pergunta idiota para você. Tá respondido? Passa para outra. Outra pergunta, por favor. Vamos falar de Brasil e de Goiás. Já sei qual é tua pergunta”, disse o presidente, irritadíssimo.

A próxima pergunta, todavia, voltou a ser sobre o caso, quando os demais repórteres presentes questionaram o motivo de o titular do Planalto se recusar a falar a respeito do tema. Foi então que Bolsonaro encerrou a entrevista improvisada, entrou no carro que o esperava e foi embora.

Dia em Goiás

Bolsonaro participou nesta sexta-feira do aniversário de 161 anos da Polícia Militar de Goiás e da formatura da 45ª turma de oficiais da academia da corporação. Entre os formandos, estava o sobrinho do presidente Luiz Paulo Leite Bolsonaro, o cadete Bolsonaro, que recebeu sua medalha das mãos do próprio tio. Durante as comemorações, o mandatário da República foi homenageado com a medalha do Mérito Tiradentes.

Ao discursar, Bolsonaro lembrou sua formatura na Academia das Agulhas Negras do Rio de Janeiro e agradeceu as honrarias. Houve desfile militar, que foi acompanhado pelo presidente ao lado do governador goiano, Ronaldo Caiado (DEM).

O chefe do Palácio do Planalto começou a visita ao estado almoçando na fazenda do cantor Amado Batista, em Goianápolis, na companhia do democrata. Depois, o presidente seguiu para o Comando de Operações Especiais do Exército, onde permaneceu a tarde inteira.

1/13
A segurança das ruas da cidade foi reforçada para aguardar a chegada do presidente
Igo Estrela/ Metrópoles
Bolsonaro chegou à cidade goiana pela manhã
Isac Nóbrega/PR
Bolsonaro está acompanhado do governador do Góias, Ronaldo Caiado (DEM)
O chefe do Executivo assistiu, pela manhã, à formatura geral e apresentação do efetivo COPESP/EB
O presidente Bolsonaro foi até Goiânia acompanhar a comemoração de aniversário da PM
Na parte da noite, ele foi prestigiar a formatura da 45ª turma de aspirantes do comando da academia militar
Presidente recebeu uma medalha de Ordem do Mérito Tiradentes
Igo Estrela/Metrópoles
Bolsonaro se irrita com pergunta
Presidente entra no carro após encerrar coletiva
Presidente já no helicóptero da FAB

Durante visita ao Exército, Bolsonaro falou sobre “a falta de reconhecimento dos feitos dos militares ao longo da história do país” e disse que agora é a hora de mostrar que as Forças Armadas “sempre estiveram no caminho certo”.

“Nesse momento, temos que mostrar e provar que estávamos no caminho certo, bem como queremos um país mais livre, mais justo e mais próspero para todos aqueles que vieram depois de nós”, disse o presidente.