“Vai ter policial sim”, diz Bolsonaro sobre indulto natalino

O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária elaborou proposta de indulto natalino que não inclui perdão de pena a agentes

Myke Sena/Especial para o MetrópolesMyke Sena/Especial para o Metrópoles

atualizado 14/12/2019 14:32

Ao deixar o Palácio da Alvorada na tarde deste sábado (14/12/2019), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) garantiu que policiais vão receber sim indultos natalinos — perdão a condenados para deixarem a cadeia.

“O indulto não é para determinada pessoa, mas por aquilo que ela foi condenada no passado. Vai ter policial sim, vai ter civil, todo mundo lá”, disse. “Sempre esqueceram os policias, não é justo isso aí”, completou.

O jornal O Estado de S. Paulo publicou reportagem neste sábado (14/12/2019) que o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, contrariou o presidente e elaborou proposta de indulto natalino que não inclui perdão de pena a policiais. O texto será enviado ao Palácio do Planalto nesta semana.

“Tem policial preso por abuso, em vez de dar dois tiros num vagabundo, deu três. Abuso porque ele prendeu, não por estar numa missão de madrugada”, comentou. Bolsonaro disse que não dá para continuar a criminalizar policiais no Brasil.

“Tem indulto para todo tipo de gente ou não tem para ninguém, quem assina [o indulto] sou eu”, encerrou.

Últimas notícias