*
 

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) vai passar pela terceira cirurgia desde que sofreu um atentado, em 6 de setembro, durante campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG). A informação é do jornal O Globo, segundo o qual o novo procedimento foi marcado para 12 de setembro, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Durante a cirurgia, será retirada a bolsa de colostomia que o presidente eleito usa em razão das graves lesões nos intestinos, perfurados quando ele foi esfaqueado no abdômen.

Conforme a reportagem, em entrevista coletiva nessa quinta-feira (1º/11), Bolsonaro afirmou que, por causa da cirurgia, a data para a primeira viagem internacional como presidente eleito – ao Chile – ainda não foi definida.

“Não marquei porque tenho problema com a bolsa de colostomia. Nestas viagens longas, posso ter algum problema. E não quero colocar em risco minha saúde. A princípio, a operação é no dia 12 de dezembro, três meses após a primeira cirurgia”, detalhou o presidente eleito.

Além do Chile, ele deve ir aos Estados Unidos e Israel assim que for liberado pela equipe médica, conforme informou o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), coordenador da transição e futuro ministro-chefe da Casa Civil.