*
 

O presidente da República, Michel Temer (MDB), decidiu mudar o comando da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e indicou nesta sexta-feira (13/4) o seu porta-voz, Alexandre Parola, para presidir o veículo de comunicação do governo federal. A informação é do jornal Folha de São Paulo.

O nome do embaixador, que não tem experiência com meios de comunicação ou na administração de canais de televisão, ainda será submetido ao conselho de administração da empresa. Segundo a reportagem apurou, contudo, ele não deve enfrentar dificuldades para ser aprovado. A informação da escolha foi antecipada pelo “Radar”, da revista Veja, e confirmada pela Folha.

Ainda segundo o jornal, Parola foi escolhido após uma queda de braço entre setores do governo. O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, queria a nomeação do ex-superintendente da TV Record Carlos Clemente, que também tinha o apoio da bancada evangélica. Porém, o nome dele enfrentava resistência tanto no conselho de administração da empresa quanto na Casa Civil.

Com o impasse, Temer decidiu adotar uma solução caseira e indicar o porta-voz, que vinha sofrendo críticas dentro do Palácio do Planalto. Nos últimos meses, Parola raramente fazia pronunciamentos à imprensa. Além de porta-voz, ele intermediava a relação com a imprensa estrangeira.

Troca
Segundo a reportagem da Folha, o Planalto argumenta que Alexandre Parola foi escalado para a função porque tem experiência em comunicação governamental, uma boa relação com o presidente, qualificação e capacidade intelectual. O motivo da troca foi o pedido de demissão do atual presidente da EBC, Laerte Rímoli. Ele pediu para deixar o cargo no mês passado. Como a família do jornalista se mudou para Los Angeles, Rímoli decidiu se desligar da companhia estatal.

 

 

 

COMENTE

Michel TemerEBCalexandre parola
comunicar erro à redação

Leia mais: Política