Tabata Amaral diz que vai processar Weintraub por danos morais

O ministro teria passado imagens de conversas entre a deputada e membros da sua equipe com funcionários do MEC a convidando para reuniões

Reprodução/ FacebookReprodução/ Facebook

atualizado 22/05/2019 19:55

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) disse nesta quarta-feira (22/05/2019) que vai processar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, por danos morais. Segundo Tabata, o ministro distribuiu imagens que reproduziam conversas dela e de membros de sua equipe com funcionários do MEC que a convidavam para reuniões.

“Estou entrando com um processo por danos morais contra o senhor por distribuir em uma comissão pública o meu número pessoal, prints com o meu número pessoal, da minha equipe. É um constrangimento, não é uma atitude de um ministro, me envergonha”, disse a deputada. A fala de Tabata aconteceu diante do ministro Weintraub, durante audiência da Comissão de Educação ocorrida nesta quarta-feira.

No último dia 10, a deputada se disse preocupada com a divulgação da nova equipe do Ministério da Educação (MEC) e com as declarações no novo ministro Abraham Weintraub. “Quero ver se vai prevalecer a visão do Ministério da Economia, com desvinculação de recursos, ou a visão de dar educação de qualidade para todos”, afirmou.

Os principais cargos do MEC passarão a ser ocupados por profissionais com experiência em administração, mas sem qualquer relação com a área de educação. Em entrevista, Weintraub disse ainda que o Brasil já gasta bastante com educação em relação ao PIB.

Últimas notícias