*
 

Escolhido para liderar o Ministério do Trabalho no lugar de Cristiane Brasil, Helton Yomura (PTB) é acusado de furtar energia. O processo é referente à empresa Fimatec Empilhadeiras, da qual o ministro foi dono em sociedade com o empresário Baldomero Simões Abreu, no Rio de Janeiro.

Conhecido popularmente por “gato de luz”, a fraude no fornecimento de energia elétrica foi descoberta em 2014 pelos funcionários da Light. Desde então, o titular do Trabalho responde criminalmente. Yomura foi indicado pelo PTB para ocupar interinamente, até março, a cadeira de ministro. Cristiane Brasil foi a primeira escolha da sigla, entretanto, por responder a processo na área trabalhista, sua posse acabou suspensa pela Justiça.

O imbróglio em torno da pasta ganhou diversos episódios. Em um deles, a filha de Roberto Jefferson defendeu-se das acusações em vídeo numa lancha, cercada de homens sem camisa.

O Réveillon de Cristiane Brasil, conforme mostrou o Metrópoles, também foi polêmico e alvo de investigação do Ministério Público Federal. Na virada do ano, a deputada ficou hospedada em hotel da Força Aérea Brasileira em Fernando de Noronha, pagando um preço simbólico pela diversão.

Após os impasses, o governo, que deu o ministério ao PTB em troca de votos pela reforma da Previdência, decidiu deixar Yomura no cargo.

 

 

 

COMENTE

PolíticaMinistério do Trabalhoptb
comunicar erro à redação

Leia mais: Política