Categorias: Política

Regina Duarte tem dívida de R$ 319,6 mil por uso da Lei Rouanet

Cotada para assumir a Secretaria de Cultura, a atriz Regina Duarte já usufruiu da Lei Rouanet – que tem sido um dos pontos de tensão entre o governo do presidente Jair Bolsonaro e artistas. Em 2018, o Ministério da Cultura recusou uma das prestações de conta de Regina. Agora, ela terá que restituir R$ 319,6 mil ao Fundo Nacional da Cultura. A informação é da revista Veja.

Uma empresa da atriz, chamada A Vida É Sonho Produções Artísticas, conseguiu três financiamentos com base na Lei Rouanet, que somaram 1,4 milhão de reais. Uma das negociações foi questionada pela pasta: trata-se de montante usado na peça Coração de Bazar – de R$ 321 mil.

Regina Duarte ainda não foi cobrada pela dívida porque entrou com recurso. Dos outros dois projetos de sua empresa custeados por meio da Lei Rouanet, um teve contas aprovadas e o outro ainda não foi analisado.

A artista foi indicada por Bolsonaro para assumir a Secretaria da Cultura após a demissão de Roberto Alvim, que veiculou um vídeo em que parafraseava o discurso do nazista Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler. A atriz está em fase de testes e ainda não aceitou oficialmente o convite.

Thayná Schuquel

Gaúcha, do interior do Rio Grande do Sul (RS), veio a Brasília em busca de histórias inusitadas para narrar pelo Brasil afora. No portal desde 2017, atua como repórter de Judiciário e transita nos tribunais superiores do país. Nas horas vagas, arrisca o traço na escrita de crônicas. Formada em jornalismo pela Universidade Paulista (Unip).

Últimas notícias

Doutor Lucio, neste Carnaval, a-ha, u-hu, o pilotis é nosso!

Carta-carnavalesca para o inventor de Brasília que, na Quarta-feira de Cinzas, completa 118 anos: instantes de utopia no ônibus e…

1 minuto passados

Palmeiras acerta renovação de Raphael Veiga por duas temporadas

"Estou muito feliz com essa renovação, me sinto valorizado, muito se falou de eu sair", disse o jogador

6 minutos passados

Embaixada orienta que brasileiros evitem visitas a Milão

Na Itália, 7 mortes pelo novo vírus foram confirmadas e há, pelo menos, 200 pessoas infectadas

34 minutos passados

Bolsonaro se cala sobre motim da PM e apoiadores chamam ato

Enquanto o presidente se cala sobre motim no Ceará, seus seguidores se mobilizam para protesto contra o Congresso e STF…

34 minutos passados

Dmitri Yazov, ex-ministro da União Soviética, morre aos 95 anos

Yazov, ministro da Defesa da URSS entre 1987 e 1991, participou na tentativa frustrada de golpe de Estado contra Gorbachov

39 minutos passados

Falhas em diagnósticos reduzem número de mortes por uso de drogas

De acordo com dados do Ministério da Saúde, Ribeirão Preto seria a que tem mais casos, mas casos são geralmente…

44 minutos passados