*
 

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, fez novo apelo, neste domingo (16/9), a favor da estratégia do voto útil já no primeiro turno da eleição deste ano. Segundo ele, existem eleitores que estão com Bolsonaro neste momento para tirar o PT do governo, mas a estratégia pode se mostrar errada.

“O que temos visto é que tem uma parte do eleitorado que está votando no Bolsonaro para derrotar o PT. Mas pode ser o inverso, pode ser um passaporte para a volta do PT. Porque no segundo turno, o Bolsonaro perde para todo mundo. Acho que isso vai ficar claro ao longo desses últimos 20 dias”, disse o tucano.

Alckmin cumpriu agenda de campanha na manhã deste domingo, no bairro do Campo Limpo, na periferia da zona Oeste da capital paulista. O tucano fez uma caminhada por uma avenida do bairro na companhia de Fernando Fernandes (PSDB), prefeito Taboão da Serra, cidade que faz divisa com o bairro. Cumprimentou lojistas e parou para comer um pastel de queijo e tomar caldo de cana na feira local.

O presidenciável, que tem tido dificuldade em crescer nas pesquisas mesmo com o maior tempo de TV entre todos os candidatos, também foi questionado sobre se pretende elevar o tom contra o candidato do PT, Fernando Haddad, que tem subido rapidamente nas pesquisas de opinião desde que substituiu o ex-presidente Lula na chapa do partido. “O que temos dito é que não é na bala nem com radicalismos da esquerda ou direita que vamos fazer a economia voltar a crescer”, despistou.