Novos deputados iniciam “cursinho” antes da posse

O presidente da Casa, Rodrigo Maia, deu instruções a respeito de trâmites do Congresso a cerca de 100 futuros parlamentares

Wilson Dias/Agência BrasilWilson Dias/Agência Brasil

atualizado 28/11/2018 21:00

Com um alto índice de renovação trazida pelas urnas à Câmara neste ano, a Casa deu início nesta quarta-feira (28/11) a um “cursinho” para os 243 novos deputados que assumem seus mandatos em fevereiro do ano que vem. Muitos deles são novatos na política e as aulas têm como objetivo apresentar conceitos básicos da legislatura.

Serão ao todo quatro seminários para os parlamentares eleitos, com aulas sobre processo legislativo e orçamentário. A série de encontros foi iniciada nesta quarta com um evento de boas vindas aos novatos, que teve as participações de servidores do Congresso e do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). “Não tem lugar para todo mundo na CCJ (Comissão de Cidadania e Justiça)”, avisou Maia logo no início de sua fala.

A comissão é a mais cobiçada da Câmara e a participação em sua mesa começou a ser disputada pela nova legislatura. Eleita pelo PRP, mas de mudança para o PSL, a advogada Bia Kicis (DF) é uma das que já anunciaram que quer concorrer à presidência da CCJ.

O presidente da Casa falou aos novatos sobre tramites básicos da legislatura, como a duração das sessões. Ele também defendeu mudanças para que haja “menos obstrução e mais espaço para debate”.

De olho no perfil da nova Câmara, que elegeu muitos nomes oriundos da internet, Maia fez uma provocação para que eles ampliem o uso das redes sociais pela Casa e lembrou que está em curso um trabalho de redução de custos.

Aprovação de reformas
No meio do discurso, Maia notou a chegada do vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (MDB-MG), e convidou o colega ao palco. “Senta aqui, Fabinho”. Os dois deverão ser adversários no próximo ano na disputa pela presidência da Câmara. Ramalho fez um breve discurso em que defendeu a aprovação de reformas para o país.

Cerca de 100 novos deputados participaram do evento. Algumas ausências foram notadas, como de Joice Hasselmann (PSL-SP) e Tabata Amaral (PDT-SP), duas das mulheres mais bem votadas nestas eleições, e Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos mais jovens eleitos.