Novo secretário de governo diz que é “impetuoso e agoniado”

O general Luiz Eduardo Ramos deixou o Comando Militar do Sudeste para assumir o cargo de ministro na gestão de Jair Bolsonaro (PSL)

Marcos Corrêa/Presidência da RepúblicaMarcos Corrêa/Presidência da República

atualizado 03/07/2019 14:30

O general Luiz Eduardo Ramos, que deixa o Comando Militar do Sudeste para assumir o cargo de ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, no lugar do general Carlos Alberto dos Santos Cruz, afirmou nesta terça-feira (03/07/2019), em evento de militares em São Paulo, que espera “não decepcioná-los”.

“Sei que sou um general impetuoso e agoniado, mas assim sou e não mudarei”, disse Ramos aos colegas, em evento que marca a passagem do Comando Militar do Sudeste, que agora será liderado pelo general Marcos Antonio Amaro. O evento, em São Paulo, teve a participação do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Ramos também citou a Bíblia e disse que pede a Deus “a sabedoria de Salomão e a capacidade e articulação de José do Egito”. “Agradeço a confiança que todos estão depositando em mim desde o anúncio dessa missão”, afirmou o militar.

“Obrigado, presidente, por confiar em mim tarefa vital. Sob a sua liderança, alçaremos voos juntos e nos lançaremos nesse salto gigante rumo ao futuro mais promissor do Brasil”, declarou.

Últimas notícias