*
 

Logo após o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) que rejeitou, por 6 votos a 5, o habeas corpus pedido pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, publicou em sua conta no Twitter, na madrugada desta quinta-feira (5/4), uma mensagem de apoio ao líder petista.

Primeiro em espanhol e depois em português, o mandatário escreveu: “Não só o Brasil, o mundo inteiro te abraça @LulapeloBrasil. Dói a alma pela injustiça. A direita, pela incapacidade de ganhar democraticamente, escolheu o caminho judicial para amedrontar as forças populares. Mais cedo ou mais tarde vencerá a Pátria […]”.

Maduro já havia expressado sua solidariedade a Lula quando o ex-presidente brasileiro teve a condenação confirmada em 24 de janeiro pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que ampliou a pena do petista, de 9 anos e seis meses, para 12 anos e um mês de prisão no caso do triplex do Guarujá (SP).

Na ocasião, o governo venezuelano divulgou nota em que dizia: “Resulta inaceitável e contrário aos princípios democráticos que a direita brasileira, em acordo com poderosos meios de comunicação, manipule instituições judiciais com a intenção manifesta de truncar o regresso da Revolução popular do Brasil pelas mãos de Lula”.

Veja abaixo o comunicado emitido após o julgamento no TRF-4: