*
 

Ao ser questionado nesta quarta-feira (5/12) sobre o senador Magno Malta não ter sido escolhido para ocupar um posto de ministro no futuro governo, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que “as portas estão abertas” para o político. “Ele pode receber uma outra função. O perfil dele não enquadrou nessa questão”, afirmou, ao se referir às escolhas dos futuros ministros.

“Se eu fosse oferecer um ministério para todos os amigos que tenho gratidão, minha vida ficaria complicada”, disse Bolsonaro. “Um soldado serve à pátria, assim como um general, um bom jornalista, um bom profissional. Sobre a questão de um possível ministério, não achamos adequado para ele [Malta] no momento. Agora, ele pode estar do meu lado, sim, nunca foram fechadas as portas. Ele pode servir à pátria estando ao meu lado em outra função”, completou o presidente eleito.

Em entrevista publicada pelo site The Intercept Brasil nesta quarta-feira (5/12), Malta declarou que não pretende mais participar da vida política, apesar de ainda torcer por Bolsonaro e o considerar um amigo. “A autoridade é dele, ele é o presidente deste país. A amizade não vai acabar porque durante dois meses da eleição eu achava que ia ser ministro e eu não fui ministro.”