Mourão: Witzel “esqueceu a ética e a moral” ao gravar ligação

O governador fluminense gravou e publicou nas redes sociais vídeo com a conversa que teve com o presidente em exercício

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 27/01/2020 12:08

O presidente em exercício Hamilton Mourão disse que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, “esqueceu a ética e a moral” ao gravar a ligação com ele, pedindo ajuda para resolver o problema dos estragos causados pela chuva no Rio de Janeiro.

“Em relação ao governador Wilson Witzel, ele diz que foi fuzileiro naval. Eu acredito que ele esqueceu a ética e a moral que caracterizam as Forças Armadas quando saiu do corpo de fuzileiros navais. Nada mais tenho a dizer a respeito”, disse o vice, ao chegar nesta segunda-feira (27/01/2020) ao seu escritório no anexo do Palácio do Planalto.

Mourão corroborou as críticas feitas pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, que está em viagem à Índia de que “não é usual alguém fazer isso”.

“Pelas imagens, ele está no seu carro e um assessor filma. E ele liga para o presidente em exercício. Acho que não é usual alguém fazer isso. Eu não gostaria que fizessem comigo qual seja o assunto. O que se trata por telefone tem que ser reservado”, disse Bolsonaro.