*
 

Integrantes do PT querem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha material de leitura durante o período em que cumpre pena na sede da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Um boletim, divulgado pelo Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia, convoca a militância para enviar cartas ao petista na prisão. De quebra, o texto provoca os responsáveis pela condenação e ordem de enclausurar o ex-líder sindical.

“O juiz federal Sérgio Moro, os procuradores da Operação Lava Jato e os policiais federais de Curitiba pensaram que seriam os carcereiros de Lula, mas, na verdade, vão ser os carteiros do povo brasileiro para o maior símbolo da luta popular que já existiu no Brasil”, diz trecho da mensagem repassada aos apoiadores do ex-presidente.

O manifesto ainda divulga o endereço para o qual as cartas devem ser endereçadas: Superintendência da Polícia Federal – Para Luiz Inácio Lula da Silva –R. Profa. Sandália Monzon, 210 – Santa Cândida, Curitiba/PR – CEP: 82640-040.

Apoio popular
Em sua conta do Facebook, a ex-presidenta Dilma Rousseff reforçou o pedido para que as mensagens sejam enviadas ao líder petista. “Mande uma carta para Lula”, diz o post.

 

 

COMENTE

Operação Lava JatoPFsérgio moroprisão de Lula
comunicar erro à redação

Leia mais: Política