*
 

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, gravou um pronunciamento que vai ao ar na noite desta sexta-feira (10/11) em cadeia nacional de rádio e TV, para fazer uma defesa da reforma trabalhista, que entra em vigor neste sábado (11).

Em sua fala, Nogueira vai reforçar o discurso governista de que a proposta de reforma trabalhista tem como principal objetivo “gerar empregos” e que ela “não retira direito do trabalhador”. O novo texto traz diversas mudanças para as normas previstas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que alteram pontos como férias, jornada de trabalho e remuneração e, além disso, implantam e regulamentam novas modalidades de trabalho.

O presidente Michel Temer viajou para São Paulo no início da tarde desta sexta-feira sem assinar a medida provisória (MP) que fará ajustes no texto, conforme acordado na época de sua aprovação com os senadores. Segundo fontes, o texto está em avaliação na Casa Civil e deve ter alterações pontuais em relação ao que foi acertado com o líder do governo no Senado, Romero Jucá.

Até mesmo o formato como será enviado ainda está sendo definido, se por MP ou por projeto de lei. Segundo fontes, não há neste texto de ajuste a previsão de contribuição sindical, o que deve ampliar os protestos de sindicalistas.

 

 

COMENTE

reforma trabalhistaronaldo nogueiraCLTMinistro do Trabalho
comunicar erro à redação