*
 

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, esteve neste sábado (3/3), com o presidente Michel Temer, no Palácio do Jaburu, para apresentar a ele a nova agenda da pasta, que perdeu diversas estruturas com a criação do Ministério da Segurança Pública.

Com a mudança, saíram da Justiça a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Departamento Penitenciário além dos conselhos de Segurança Pública, Política Criminal e Penitenciária e a Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Jardim já havia sugerido a Temer, dias atrás, a nomeação do delegado Luiz Pontel para secretário nacional de Justiça. O posto ficou vago depois que seu ocupante, Rogério Galloro, tornou-se diretor-geral da Polícia Federal.