*
 

O mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, emitido nesta quinta-feira (5/4) pelo juiz federal Sergio Moro, gerou repercussão na imprensa internacional.

Principal jornal francês, o Le Monde colocou como manchete principal a determinação de prisão contra Lula. No texto, o petista é apontado como um “ícone da esquerda brasileira” e a publicação diz que o ex-presidente continua como “o homem político mais popular do Brasil, apesar de sua condenação e de responder outros seis processos por corrupção”. Reprodução

 

Os norte-americanos The New York Times e Washington Post também repercutiram o pedido de prisão. O jornal da capital dos Estados Unidos avalia que a decisão do juiz Sergio Moro “joga o Brasil em um caos político às vésperas da eleição presidencial”.

Reprodução

 

O New York Times noticia que Moro deu 24 horas para Lula se entregar e salienta a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nessa quarta (4), de negar o habeas corpus impetrado pela defesa do petista.

“Um juiz federal emitiu um mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, interrompendo a volta política daquele que já foi o mais popular líder (do país)”, disse o Times.

O espanhol El País também deu destaque à prisão de Lula. No entanto, o periódico critica a decisão do juiz federal Sergio Moro, afirmando que o magistrado não “aguardou o esgotamento dos prazos legais”.

Reprodução

 

No argentino Clarín, a determinação de Moro também repercutiu. “(O mandado de prisão) ocorre depois de decisão do STF que autorizava a prisão efetiva do ex-presidente”.