*
 

Henrique Meirelles parece não esconder que estaria disposto a cruzar o Brasil para fazer campanha eleitoral. Ainda falando como ministro da Fazenda, o agora emedebista lembrou com saudosismo das viagens que fez por todo o estado de Goiás em 2002, quando elegeu-se o deputado federal goiano mais votado.

“Quando fui candidato em 2002 pelo estado de Goiás, gostei muito da experiência extraordinária de contato com a população, de troca de experiências”, disse. Ao ser questionado se tem sola de sapato e fôlego para eventual campanha eleitoral, o ainda ministro disse sem titubear: “Sim”.

Meirelles também comentou o esperado julgamento nesta quarta-feira (4/4) do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – durante a gestão do petista no Planalto, o hoje emedebista presidiu o Banco Central. “É uma decisão meramente judicial. Isso tem consequências políticas evidentemente para o partido do ex-presidente. Não para os demais candidatos”, disse.