Fã número 1 de Jair Bolsonaro, Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!, usou o Twitter na quarta-feira (16/05/2019) para detonar as manifestações ocorridas no Brasil após o presidente anunciar o contingenciamento de verbas da Educação. Enquanto milhares de pessoas iam às ruas demonstrar indignação, Carvalho ironizou o episódio.

“Para não deixar os ‘movimentos sociais’ (sinônimo de PSOL, PCdoB, PT e outros) continuarem a gerir a greve dos ‘estudantes’ e acabar com ela bastaria propor uma pauta positiva e do agrado deles”, escreveu.

Logo em seguida, o empresário enumerou abordagens que supostamente deixariam estudantes, professores e classes relacionadas à educação “satisfeitos”. “1. Maconha livre e grátis; 2. Abolição das listas de presença e faltas; 3. Fim das provas e exames; 3. Passe livre para as passeatas GLBTZ e ‘Lula Livre’; 5. Ninguém nunca se formaria nem precisaria trabalhar”, concluiu.

Muitos internautas, contudo, não curtiram a posição de Marcelo e se pronunciaram na publicação. “Procurando isso aqui nas universidades porque só vejo a galera passando horas e horas estudando, dormindo tarde, morando em república”, declarou um usuário do Twitter. Outro falou: “Não sei quem é pior: se esse da RedeTV! ou o da Havan [Luciano Hang]. Acho que os remédios para calvície mexeram com o cérebro dos dois”.