Governo põe calor em vez de luz, diz relator da reforma tributária

Senador Roberto Rocha vai se encontrar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, com quem vai conversar sobre pontos prioritários da pasta

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 11/09/2019 13:27

O relator da reforma tributária no Senado Federal, Roberto Rocha (PSDB-MA), afirmou nesta quarta-feira (11/09/2019) que o governo federal tem incendiado o debate em torno da proposta em vez de ajudar a resolvê-lo no Congresso Nacional.

“O governo põe muito calor em vez de luz e sobra para o político. Não cabe mais discutir imposto. No fim das contas, o bom é melhor que o ótimo”, disse.

O tucano afirmou que vai se encontrar mais tarde com o ministro da Economia, Paulo Guedes, com quem vai conversar sobre os pontos prioritários da pasta. Até hoje a equipe econômica não enviou a proposta do governo ao Parlamento.

Na tarde dessa terça (10/09/2019), o relator explicou que a equipe econômica encaminharia as sugestões ao projeto até quinta (12/09/2019), mas não seria por meio de novo projeto.

A ideia é aproveitar o texto que tramita no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, de relatoria de Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). A tramitação seria mais rápida porque o texto da Câmara federal já é discutido em uma comissão especial, enquanto o projeto do Senado será avaliado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

O parlamentar participou do Fórum CNT: O que esperar da reforma tributária? Impacto das propostas para o transporte. No evento, defendeu ainda o avanço da reforma no Senado, uma vez que é “a Casa da federação”.

“Há um sentimento no Senado de que devemos pilotar o assunto porque é da federação. Há assunto que, politicamente, é mais interessante que se inicie na Câmara e outros no Senado”.

Últimas notícias