*
 

Em depoimento na 10ª Vara Federal em Brasília, o delator Lúcio Funaro revelou detalhes da atuação do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no mundo financeiro. Segundo o depoente, o ex-presidente da Câmara era “bem racional”, mas afirmou ser “lenda” a história de que o peemedebista nunca perdia dinheiro na bolsa de valores. Funaro também afirmou ter sido responsável por apresentar Cunha ao investidor Naji Nahas.

“Às vezes, ele (Cunha) ganhava e, às vezes, perdia. Isso aí que falam que ele só ganhava dinheiro é lenda. Eu já o vi perder dinheiro grande no mercado”, afirmou Funaro ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara.

O delator atuou junto a Eduardo Cunha entre 2011 e 2015. Afirmou conhecer cada operação financeira apontada como criminosa pelos procuradores da República ligados à Operação Lava Jato e seus desdobramentos.

Funaro descreve o ex-deputado como um “entendido”. “O Cunha é economista, tem um entendimento bom de mercado financeiro. A pessoa que opera todo dia tem tendência muito grande a perder porque está se expondo. Ele investia em dias específicos”, detalhou.

Quando questionado pelo juiz se negociava para Naji Nahas, Funaro afirmou que atuava “com todos os grandes” investidores. “(Eu operava) para todos esses aí. Bode do Multiplic, todos os grandes. Inclusive, fui eu que apresentei o Naji Nahas para o deputado Eduardo Cunha.” O “Bode” mencionado por Funaro é o investidor Antônio José Almeida Carneiro.

Assista trecho do depoimento:

 

 

COMENTE

Eduardo CunhaLúcio FunaroVallisney de Souza Oliveira
comunicar erro à redação