*
 

Com o objetivo de emplacar uma agenda positiva após o arquivamento das duas denúncias enviadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o presidente Michel Temer (PMDB) lançou, na tarde desta quinta-feira (9/11) o programa Avançar, pacote de de investimentos avaliado em mais de R$ 130 bilhões. Segundo dados do governo, o projeto envolve 7.439 obras que vão desde construção de unidades habitacionais à recuperação de cidades históricas. Objetivo é concluir projetos até o final de 2018.

O Avançar deverá envolver uma forte estratégia de marketing reproduzida nas redes sociais e nos meios de comunicação. O programa contará com um site próprio e um aplicativo para smartphones que disponibilizá o progresso das obras, além de receber sugestões de usuários. No Twitter, o Planalto deverá reproduzir peças com a hashtag #AgoraéAvançar.

Os recursos serão provenientes de três fonte: R$ 42,1 bilhões do Orçamento Geral da União; R$ 29,9 bilhões, da Caixa Econômica Federal, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), além de R$ 58,9 bilhões de empresas estatais do setor de energia, em especial a Petrobras.

Afirmando que “este é um governo que não para”, o presidente criticou as duas acusações oferecidas pelo Ministério Público Federal que, pelos últimos cinco meses, paralisam pautas do Planalto no Congresso Nacional, como a reforma da Previdência. “Desde o início eu dizia: As coisas são, assim, assim, assado. O assado chegou. Ao longo do tempo, as coisas estão vindo à luz”, disse.

O secretário-geral da Presidência da República, ministro Moreira Franco, subiu o tom ao falar das acusações formuladas pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Na última delas, Moreira foi denunciado ao lado de Temer e do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, por organização criminosa. “Enganaram-se os que pensaram que a trama urdida iria nos desmontar. Ao contrário, nos deram mais força para fazer com que o governo continuasse a governar”, afirmou.

Comunicação
Nesta quinta (9), por volta das 12h15, o presidente participou da gravação de um programa de seu partido, o PMDB. O Metrópoles registrou a visita do chefe do Executivo nacional a um estúdio da Exemplus Comunicação e Marketing, no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN), em Brasília. Temer esteve acompanhado do marqueteiro digital do partido, Elsinho Mouco. Cinco carros de segurança e uma ambulância ficaram de prontidão nas imediações do prédio durante o compromisso do presidente.

 

 

COMENTE

Michel TemerinvestimentosAvançar
comunicar erro à redação