Com governadores, Bolsonaro discute pacto federativo e Previdência

A reunião é realizada na residência oficial da presidência do Senado. Participam ao menos quatro chefes do Executivo estadual

JP Rodrigues/ MetrópolesJP Rodrigues/ Metrópoles

atualizado 08/05/2019 9:16

Em busca de reforçar a articulação política para aprovação das pautas do governo no Congresso Nacional, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está reunido com o presidente do Senado, Davi alcolumbre (DEM-AP), e governadores, nesta quarta-feira (08/05/19), para um café da manhã na residência oficial do Senado.

O encontro, marcado pada 7h30 tem como objetivo discutir o pacto federativo e a reforma da Previdência. Por volta das 7h40, já estavam no local o presidente da República; o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB-DF);o governador do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM -GO); o governador do Rio de Janeiro, Wilson Wietzel (PSC-RJ); a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT-RN); o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ); e o senador Major Olimpo (PSL-SP).

Bolsonaro tem uma viagem marcada ao Rio de Janeiro às 9h30, onde participa da cerimônia de comemoração do Dia da Vitória e de imposição da medalha da vitória. Por isso, a expectativa é que o café da manhã não passe das 9h.

Apoio
Davi Alcolumbre tem dito ser a favor do pacto desde abril, quando discutiu o assunto com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na opinião do parlamentar e da equipe econômica, o pacto precisa ser aperfeiçoado para descentralizar os impostos e para que parlamentares distribuam os recursos.

Pela proposta da equipe de Guedes, o orçamento da União, hoje praticamente engessado constitucionalmente, seria responsabilidade dos parlamentares. Dessa forma, acredita o ministro, problemas como déficits fiscais ficam mais fáceis de serem enfrentados.

Paralelamente, o presidente deve trazer à tona o tema da reforma. A equipe presidencial acredita que, com o apoio declarado dos governadores, a chance de obter mais votos no Congresso aumenta.

Últimas notícias