Bolsonaro sobre rejeição de Eduardo para embaixada: “Datafake”

Pesquisa aponta que 70% dos brasileiros rejeitam plano do presidente de indicar filho para Embaixada do Brasil em Washington

JP Rodrigues/MetrópolesJP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 04/09/2019 12:52

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) não quis responder aos questionamentos da imprensa sobre o resultado da pesquisa Datafolha divulgado nesta quarta-feira (04/09/2019), que aponta rejeição de 70% entre os brasileiros para a indicação do filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à Embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. Em tom de brincadeira, o chefe do Executivo chamou o levantamento de “Datafake” e disse acreditar mais em Saci-pererê e Mula sem Cabeça do que na pesquisa.

“Datafolha? Segundo o Datafolha, eu não sou presidente. Pode rir, pessoal, vamos rir. Eu acredito mais em Mula sem Cabeça e Saci-pererê do que no Datafolha. [Aliás], Datafolha não, Datafake”, disse, na manhã desta quarta (04/09/2019), em frente ao Palácio do Alvorada.

De acordo com a pesquisa, apenas 23% dos brasileiros aprovam a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para a representação brasileira.

O nome de Eduardo foi anunciado em julho, mas ainda não está oficializado pelo governo. O processo depende de aprovação no Senado Federal. O governo, com temor de não conseguir os votos necessários para a aprovação, postergou o início do processo.