*
 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chegou ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, nesta terça-feira por volta das 9h20. Ele terá encontros com os futuros ministros Tereza Cristina (Agricultura), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), além de deputados, como o pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) e das bancadas do MDB e PRB.

Às 10h, Bolsonaro se reúne com a ministra indicada para a pasta da Agricultura, Tereza Cristina. Dessa reunião pode sair o nome para ocupar o ministério do Meio Ambiente. Em seguida, às 11h30, o presidente eleito recebe o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP).

Após o almoço, o compromisso será com o indicado a secretário-geral, Gustavo Bebianno. Às 14h30, Bolsonaro recebe o governador eleito do Paraná, Ratinho Júnior (PSD). O presidente eleito encerra a agenda de terça (4) em encontro com Onyx Lorenzoni e as bancadas do MDB e PRB. No discurso, a equipe do novo governo tem dito que as reuniões servirão para firmar um comportamento contrário ao presidencialismo de coalizão, embora diga querer ver os parlamentares “valorizados e respeitados”. A expectativa é que mais de 60 deputados visitem o presidente no CCBB.

Na segunda-feira (3), o ministro extraordinário de transição, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), anunciou a formação do governo de Jair Bolsonaro com 22 ministérios, no total – sete a mais do que o prometido durante a campanha eleitoral.

Na quarta (5), Bolsonaro recebe autoridades diplomáticas na residência oficial da Granja do Torto pela manhã. O evento foi costurado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O presidente também terá audiência no Quartel General do Exército, onde deverá almoçar. Na parte da tarde, recebe as bancadas do PR e do PSDB no Centro Cultural Banco do Brasil.

Veja quem é quem na próxima gestão federal:

Veja como ficou a composição das pastas federais:

  • Casa Civil (Ônyx Lorenzoni);
  • Secretaria-Geral (Gustavo Bebianno);
  • Secretaria de Governo (general Carlos Alberto dos Santos Cruz);
  • Gabinete de Segurança Institucional (general Augusto Heleno);
  • Advocacia-Geral da União (André Luiz de Almeida Mendonça);
  • Banco Central (Roberto Campos);
  • Economia (Paulo Guedes);
  • Agricultura (Tereza Cristina);
  • Meio Ambiente*;
  • Direitos Humanos*;
  • Ciência, Tecnologia e Comunicação (Marcos Pontes);
  • Relações Exteriores (Ernesto Araújo);
  • Defesa (general Fernando Azevedo e Silva);
  • Cidadania (Osmar Terra);
  • Educação (Ricardo Vélez Rodriguez);
  • Saúde (Luiz Henrique Mandetta);
  • Justiça e Segurança Pública (Sérgio Moro);
  • Turismo (Marcelo Álvaro Antônio);
  • Infraestrutura (Tarcísio Gomes de Freitas);
  • Desenvolvimento Regional (Gustavo Canuto);
  • Transparência (Wagner Rosário);
  • Minas e Energia (almirante Bento Costa Lima).

*Não foram definidos os titulares dessas pastas