Bolsonaro garante apoiar e valorizar servidor da área de inteligência

O futuro mandatário do país está na capital federal para assumir a Presidência da República no dia 1º de janeiro

Daniel Ferreira/MetropolesDaniel Ferreira/Metropoles

atualizado 30/12/2018 11:45

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, usou há pouco o Twitter para destacar a importância da área de Inteligência no governo. “O trabalho de inteligência é dos mais importantes e sensíveis para a segurança da nação. No entanto, por sua natureza discreta, raramente é reconhecido. No que depender deste governo, não faltará apoio e valorização para os profissionais da área!”, assinalou o futuro titular do Palácio do Planalto, que já está na capital federal para assumir a Presidência do país neste dia 1º de janeiro.

Na semana passada, o general Augusto Heleno falou da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), órgão subordinado à pasta que chefiará, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI). O futuro ministro disse que deve manter a atual direção do órgão, comandado por Janer Tesch Alvarenga – oficial de Inteligência há 34 anos e à frente da pasta desde setembro de 2016. O general disse que quer a Abin sem viés ideológico e integrada aos demais órgãos de inteligência para atuar no combate ao crime organizado. Ele ressaltou que “a Abin é um órgão de Estado”, “não faz bisbilhotagem” e “não fará nada fora da lei”.

Últimas notícias