Categorias: Política

Bolsonaro chega à Índia e reclama de críticas: “Calma, pessoal”

Ao chegar na manhã desta sexta-feira (24/01/2020) a Nova Delhi, na Índia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reclamou das críticas que o governo vem recebendo no Brasil. O chefe do Executivo pediu calma em relação a propostas da gestão que, segundo ele, estão em fase de “gestação” ou “em estudo”.

Bolsonaro não chegou a mencionar sobre quais propostas se referia, mas tem enfrentado resistência de apoiadores do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sobre intenção de desmembrar a pasta. Ao desembarcar em Nova Delhi, o presidente recuou e disse que a chance de dividir os ministérios “é zero”.

“Faço um apelo ao pessoal do Brasil, a gente acompanha o que acontece, apesar de a internet no avião ser muita fraca, é impressionante como as pessoas escrevem coisas da cabeça, assim, sem qualquer fonte, sem qualquer origem, e partem de forma agressiva nos comentários. Calma, pessoal”, disse o presidente em um vídeo divulgado pelo Facebook.

“Tem muita gente melhor do que eu, tem milhões de pessoas melhores do que eu. Agora, até acabarmos nosso mandato em 22, temos que trabalhar com um só objetivo: a verdade acima de tudo, melhorar o que por ventura não está dando certo, fazer críticas construtivas. E não espera que eu esteja 100% contigo, nem no casamento dá 100%”, afirmou.

O presidente comparou a calorosa recepção que disse ter recebido na Índia, com o ambiente considerado por ele hostil no Brasil. Sem citar o nome de Moro em todo vídeo, o presidente aproveitou para dizer que “todos os ministros são iguais”.

“A recepção para nós aqui foi a melhor possível. As rodovias estão todas com cartaz nosso, com saudação ao nosso governo. Eu digo para vocês que a confiança em nosso país recuperou muito. Agradeço aos nossos ministros que incessantemente trabalham com esse objetivo”, comentou.

Luciana Lima

Jornalista formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), atua em redações de jornal, rádio, TV e internet desde 1998. Como repórter, trabalha na política nacional, em Brasília, atuando na cobertura das últimas campanhas eleitorais e reportando os fatos políticos e bastidores do Congresso e do Planalto. Também acompanhou acontecimentos internacionais de relevância, como a expansão da política externa brasileira na África e Oriente, o terremoto ocorrido no Haiti em 2010 e visitas presidenciais à Europa e à América Latina.

Últimas notícias

Embaixada orienta que visita de brasileiros a Milão seja evitada

Na Itália, 7 mortes pelo novo vírus foram confirmadas e há, pelo menos, 200 pessoas infectadas

6 minutos passados

Bolsonaro aposta na desordem das PMs e na manifestação do dia 15

Enquanto o presidente se cala sobre motim no Ceará, seus seguidores se mobilizam para protesto contra o Congresso e STF…

6 minutos passados

Dmitri Yazov, ex-ministro da União Soviética, morre aos 95 anos

Yazov, ministro da Defesa da URSS entre 1987 e 1991, participou na tentativa frustrada de golpe de Estado contra Gorbachov

11 minutos passados

Falhas em diagnósticos reduzem número de mortes por uso de drogas

De acordo com dados do Ministério da Saúde, Ribeirão Preto seria a que tem mais casos, mas casos são geralmente…

16 minutos passados

RXCycle lança sofá feito com peças de coleções antigas da Adidas

O móvel é resultado da segunda collab entre o designer Darren Romanelli e a loja londrina LN-CC

36 minutos passados

Antonia Fontenelle não se hidrata em desfile no RJ: “Água imunda”

A apresentadora recusou água oferecida por um funcionário da CEDAE

39 minutos passados