Bolsonaro celebra bolsa: “Temos muito a desfazer e mais ainda a fazer”

No Twitter, presidente volta a citar quebra de recorde histórico do Ibovespa e fala no "resgate do Brasil aos olhos do mundo"

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 14/01/2019 21:13

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi novamente ao Twitter para comemorar os índices da bolsa de valores, que nesta segunda-feira (15/1) bateram novo recorde histórico. O Ibovespa, principal indicador das ações mais negociadas na B3, antiga BM&F Bovespa, atingiu 94.474 pontos, uma elevação de 0,87% em relação ao pregão da sexta-feira (11). O recorde anterior, de 93.805 pontos, foi registrado na quinta (10).

As ações que mais valorizaram hoje foram as da Viavarejo ON (6,87%), Sabesp ON (5,34%) e Estacio Porton (4,49%). Os papéis que mais perderam valor foram os da Usiminas (-3,05%), Lojas RennerON (-1,82%) e Natura ON (-1,59%).

Já o dólar teve dois momentos distintos: subiu pela manhã, quando bateu em R$ 3,73, e caiu à tarde, quando chegou a R$ 3,68.

O dia foi de menor liquidez e profissionais de câmbio relatam que, na primeira parte dos negócios, o temor de desaceleração da China, após dados da balança comercial mais fracos do que o esperado, ajudou a fortalecer o dólar na economia mundial, repercutindo também aqui.

Últimas notícias