“Bolsonariano raiz”, diz novo vice-líder do PSL, substituto de Frota

O parlamentar foi expulso devido a críticas feitas ao governo e ao presidente da República. Ele já havia deixado a função na Câmara federal

PSL/DivulgaçãoPSL/Divulgação

atualizado 14/08/2019 15:42

O deputado cearense Heitor Freire (ao centro na foto de destaque) é o novo vice-líder do PSL na Câmara federal. Ele substitui Alexandre Frota (sem partido-SP), que acabou expulso da sigla após críticas ao governo e ao presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O dirigente nacional do PSL, Luciano Bivar, e o líder do partido na Câmara dos Deputados, Delgado Waldir (GO), escolheram Freire nesta quarta-feira (14/08/2019). Frota foi retirado do cargo dias antes de ser banido da legenda.

O deputado comemorou a indicação. “Assumo com comprometimento e dedicação para fortalecer cada vez mais o partido”, destacou o político do Ceará. Uma mudança de discurso em relação ao antecessor.

Frota acabou expulso por “não estar alinhado com o governo”, segundo reclamou Bivar. O novo vice-líder promete outra atuação. “Vamos defender as pautas do governo, evitando a desidratação das propostas”, frisou.

Freire comentou brevemente o desligamento de Frota. “Foi expulso por estar desalinhado. Eu sou um ‘bolsonariano’ raiz”, resumiu. E acrescentou: “PSL forte significa um Brasil forte”, concluiu.

Nessa terça-feira (13/08/2019), Bivar desfiliou Frota. “Ele estava ofendendo o partido. O que é considerado grave”, explicou o presidente da sigla.

O ex-ator se elegeu com 155 mil votos, na esteira da onda que consagrou Bolsonaro e muitos candidatos do PSL em outubro de 2018. Desde o início do mandato, entretanto, foi se afastando do governo e de Bolsonaro.

Últimas notícias