Polícia diz que mortos encontrados com bilhete estupraram jovem no Rio

Um terceiro acusado de ter cometido os crimes ainda é procurado

atualizado 08/05/2019 20:50

Arquivo pessoal

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) informou, nesta quarta-feira (08/05/2019), que os homens encontrados mortos no bairro Jardim Peró, em Cabo Frio (RJ), no sábado (04/05/2019), são os autores do estupro praticado contra a universitária Andreza Nascimento. São informações do G1.

Um bilhete com a frase “Tha ai os 2 que estrupou a mulher Andresa (sic)” foi achado perto dos corpos. A vítima fez o reconhecimento dos acusados. Além disso, a polícia conseguiu imagens de uma câmera de segurança que ajudaram nas investigações.

A polícia ainda procura por um terceiro homem, que também é acusado dos crimes.

0

Segundo a delegada da Deam, Juliana Rattes, as imagens obtidas pela polícia mostram nitidamente o momento em que dois dos homens assaltam um estabelecimento enquanto mantinham Andreza, de 21 anos, refém dentro do carro.

Violência sexual
A estudante de psicologia Andreza Nascimento relatou nas redes sociais ter sido vítima de estupro durante um sequestro relâmpago em Cabo Frio, na madrugada de sexta-feira (03/04/2019). Ela contou que foi abordada na porta de casa enquanto entrava no carro de um amigo.

Segundo a jovem, três homens apareceram no momento em que ela encontrou o colega. No relato de Andreza à polícia local, os criminosos deram uma coronhada no rapaz e o colocaram no porta-malas e obrigaram a estudante a sentar no banco do carona.

“Me estupraram durante quatro horas dentro do carro em andamento, com a arma na minha cabeça, arma no meu corpo, tudo que vocês possam imaginar”, relatou em uma postagem nas redes sociais.

“Eles me botaram no porta-malas, disseram que iriam tacar fogo e tudo ficou em silêncio. Foram embora e, depois de correr e pedir ajuda, por sorte, estava passando a viatura. Foi quando, graças a Deus, eles me ajudaram”, continuou a jovem em seu texto. “Só cuidado, principalmente você que é mulher”, concluiu.

Últimas notícias