Ex-prefeito de Carmo (RJ) é preso com R$ 130 mil enterrados em cano

Agentes que participaram da Operação Chorume encontraram dinheiro, provenientes de propina, enterrados em canos de PVC no sítio do político

atualizado 30/03/2021 19:06

Rio de Janeiro – Paulo César Gonçalves Ladeira, ex-prefeito de Carmo, na Região Serrana, foi preso em flagrante nessa segunda-feira (29/3) durante o desdobramento da Operação Chorume, da Polícia Civil.

Agentes da 112ª DP (Carmo) encontraram, no sítio do político, cerca de R$ 130 mil enterrados em tubos de PVC no terreno da propriedade. Ele foi autuado por lavagem de dinheiro, na modalidade de ocultar valores oriundos de crime, dificultando a localização da quantia.

A ação foi feita em conjunto com as promotorias de Carmo e de Sumidouro e tinha como objetivo esclarecer novas suspeitas que surgiram a partir da primeira ação, realizada na manhã da quinta-feira (25/3). Na ocasião, uma vereadora e o ex-secretário de Meio Ambiente do município foram presos acusados de integrarem um esquema de corrupção com empresas prestadoras de serviço de coleta de lixo.

Paulo César Gonçalves Ladeira, prefeito da cidade de 2013 a 2020, foi intimado a depor na delegacia, onde disse que sabia que seria investigado e pretendia esclarecer alguns fatos.

Em depoimento, o político admitiu, ainda que parcialmente, ter recebido propina da empresa responsável pela coleta de lixo no município. Segundo ele, como não tinha como justificar os valores recebidos, decidiu enterrar o dinheiro no sítio, na zona rural de Carmo.

Alertado da necessidade de ressarcir o erário, o ex-prefeito levou a equipe da 112ª DP até onde estava o dinheiro. Os agentes localizaram os pacotes, que foram enterrados em tubos de PVC. Após contagem, foi apurado que havia cerca de R$ 130 mil em espécie.

Veja o vídeo:

Últimas notícias