Preso, vendedor é levado por guardas em van com placa coberta

Secretaria informou que o veículo pertence a uma empresa de transporte contratada para dar apoio ao órgão durante o Carnaval

reprodução/ redes sociais

atualizado 24/02/2020 11:34

Um vendedor ambulante foi preso por policiais nesse sábado (22/02/2020), no centro do Rio de Janeiro (RJ), e levado para a delegacia em uma van particular, que estava com a placa coberta de vermelho.

Segundo a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), o homem foi detido após “desacatar e agredir guardas municipais”.

Ele teria jogado garrafas de vidro em direção à equipe que participava de operação na capital fluminense. Com ele, teria sido encontrada uma faca.

Vídeo que circula nas redes sociais, contudo, mostra o momento da prisão do vendedor, que é acompanhado por um grupo de transeuntes que contesta a ação dos policiais.

“Solta ele, a gente está filmando”, esbraveja um deles. “O cara não é bandido, ‘véi’, solta”, complementa outro.

Ao ser colocado em uma van cinza, com o emblema da empresa privada Transportes e Turismo JF, o grupo percebe que a placa do veículo está encoberta. “Por que não tem placa?”, questiona.

Veja o vídeo:

Em seguida, após a van com o ambulante sair em disparada, o grupo se aproxima de uma viatura da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ). “Vocês têm que ir atrás desse carro”, alerta.

O ambulante foi conduzido para a 4ª Delegacia de Polícia.

Outro lado
Em nota, a Seop informou que o veículo pertence a uma empresa de transporte contratada para dar apoio ao órgão durante o Carnaval.

Usado principalmente para o transporte dos agentes que fazem operações nas ruas, a van foi utilizada “em circunstância emergencial”, segundo a secretaria.

A Seop disse estar apurando o caso e pediu explicações à transportadora sobre as placas estarem cobertas.

Procurada, a Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCERJ) disse apenas que está “apurando”. Já a empresa Transportes e Turismo JF não respondeu aos questionamentos da reportagem. O espaço continua aberto.

Últimas notícias