Jovem e tia que seduziam e dopavam idosos para roubá-los são presas

As duas confessaram que abordavam as vítimas nas ruas ou na frente de agências bancárias e ofereciam sexo em troca de dinheiro

atualizado 14/08/2020 16:27

Foto: Reprodução/TV TEM

A Polícia Civil prendeu nessa quinta-feira (13/8) uma jovem de 24 anos, e sua tia, de 44, suspeitas de seduzir, dopar e assaltar cerca de 15 idosos na cidade de Itapetininga, em São Paulo, e proximidades. As informações são do G1.

Após uma investigação de três meses, os agentes chegaram até as suspeitas depois da análise de imagens das câmeras de monitoramento e terem acesso a registros de ligações telefônicas. O conteúdo não teve autorização da Justiça para ser divulgado.

As duas confessaram que abordavam idosos nas ruas ou na frente de agências bancárias e ofereciam sexo em troca de dinheiro.

De acordo com o delegado do caso, Agnaldo Ramos, o golpe acontecia assim: “Elas enganam idosos com o objetivo de tirar dinheiro. Quando não conseguem, dão uma dose de tranquilizante, jogam a vítima no matagal, vão ao banco com o cartão e fazem saques”.

A corporação também afirmou que há relatos de agressões para obrigar as vítimas a dizerem as senhas dos cartões. O valor aproximado dos golpes pode chegar a R$ 80 mil.

Uma morte

Após a prisão, elas indicaram onde deixaram uma das vítimas, Erineu da Rosa, de 78 anos, que estava sumido havia 20 dias.

O corpo do idoso foi encontrado, já em estado de decomposição, em um canavial próximo da rodovia Castello Branco, em Cesário Lange (SP).

As mulheres alegaram que não tinham intenção de causar a morte, mas deram tranquilizante e, em seguida, roubaram R$ 260,00.

O corpo de Erineu da Rosa foi encaminhado ao Instituto Médico legal (IML) de Itapetininga e o laudo vai apontar a causa da morte.

0

Últimas notícias