Jovem diz que matou e ateou fogo no pai após ele tentar abusar da namorada

O homem foi indiciado por furto e homicídio qualificado e encaminhado para uma penitenciária da região do Vale do Paraíba

atualizado 04/11/2020 16:17

Reprodução (PM)

Um jovem de 18 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso, nessa segunda-feira (02/11), pela Polícia Civil de São Paulo. O rapaz é acusado de matar o próprio pai no sábado (31/10), em Taubaté (SP). Em depoimento, ele afirmou que cometeu o crime após o pai tentar abusar sexualmente da namorada dele, de 17 anos.

As informações são do UOL.

O acusado relatou que, após usar um pedaço de madeira para bater na cabeça do pai, colocou o corpo já sem vida em uma caminhonete e o levou até a Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, distrito de Quiririm, onde ateou fogo para ocultar as provas.

O Instituto Médico-Legal (IML) apontou que o motivo da morte da vítima foi traumatismo craniano.

Então, após atear fogo no corpo, o casal fugiu com o veículo do pai. Porém no meio do caminho o carro ficou sem combustível e eles decidiram continuar a pé, até encontrarem um Gol, que foi então furtado.

Prisão

O veículo roubado foi abordado pelos agentes, na segunda-feira (02/10). Ainda em depoimento, o acusado contou, que eles estavam  voltando para o local onde a caminhonete havia sido deixada para queimá-la. A dupla foi levada para a sede do DEIC de Taubaté.

O jovem foi indiciado por furto e homicídio qualificado e encaminhado para uma penitenciária da região do Vale do Paraíba. Já a garota, que não teria participado diretamente da morte, foi ouvida e liberada.

0

Últimas notícias