Caso ABC: pai e filho foram torturados em casa antes de morrerem

Afirmação consta em depoimento de Juliano de Oliveira Ramos Júnior, preso por suspeita de participar no assassinato

Reprodução/Arquivo Pessoal

atualizado 05/02/2020 15:01

Em depoimento, um dos suspeitos de terem assassinado uma família em Santo André (SP) apontou que pai e filho foram torturados em casa até a chegada da mãe, a única que sabia a senha do cofre. As informações são do G1.

Romuyuki e Flaviana Gonçalves e o filho deles, Juan Victor, de 15 anos, foram achados mortos no último dia 28. A filha do casal, Ana Flávia Gonçalves, e a namorada dela, Carina Ramos, também são suspeitas de participação no crime.

Os criminosos, segundo o depoimento, torturaram pai e filho, pois acreditavam que o cofre guardava R$ 85 mil. Eles estavam em quartos separados. Ao afirmarem que não sabiam a senha do cofre, os suspeitos resolveram esperar Flaviana.

Quando a mulher chegou em casa, segundo a reportagem, ela ficou desesperada. O cofre, contudo, não tinha nenhum dinheiro.

O grupo criminoso, então, decidiu matar a família. Pai e filho foram assassinados asfixiados. A mãe foi morta dentro do carro.

Últimas notícias