Polícia acha carros usados em roubo de 720 kg de ouro em Cumbica

Disfarçados de policiais federais, bandidos levaram carga que seguiria para Suíça e Estados Unidos. Ação durou menos de 5 minutos

Após o assalto cinematográfico no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), a polícia encontrou, na noite de quinta-feira (25/07/2019), mais três veículos usados no crime. São duas caminhonetes, uma branca e outra prata, e um caminhão-baú. Todos foram achados na zona leste de São Paulo.

Veja o vídeo:

Os investigadores também informaram que os carros clonados como veículos da Polícia Federal (PF) não são roubados, segundo reportagem do G1. O assalto ocorreu na tarde dessa quinta (25/07/2019). Fortemente armados, oito bandidos levaram 720 kg de ouro, avaliados em cerca R$ 113 milhões. A ação durou menos de 5 minutos e foi gravada pelo circuito de segurança do terminal.

A carga estava indo para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos. Nove pessoas prestariam depoimentos ao longo da madrugada desta sexta (26/07/2019) no prédio do Departamento de Investigações Criminais (Deic), em São Paulo: o encarregado de despacho do terminal de cargas do aeroporto e duas mulheres mantidos reféns; o casal dono do galpão onde os veículos falsos da PF foram abandonados; dois funcionários do aeroporto e outros dois da transportadora de valores.

Os bandidos fizeram dois homens, duas mulheres e quatro crianças, todos da mesma família, reféns por volta das 17h30 de quarta-feira (24/07/2019). Eles foram liberados às 15h desta quinta (25/07/2019), após o roubo. A polícia acredita que os assaltantes conseguiram informações privilegiadas com as vítimas.

Como foi o crime

O grupo entrou no aeroporto com duas viaturas clonadas da Polícia Federal, sem placas – uma Triton e uma Pajero Dakar. No terminal, roubaram um carro-forte da Brink’s, empresa responsável por transporte de valores e bens, carregado de ouro. Os criminosos estavam encapuzados, com roupas de policiais federais, distintivos, pistolas, fuzis e carabinas.

De acordo com as primeiras informações dadas pela polícia, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas. As viaturas clonadas foram abandonadas no Jardim Pantanal, na zona leste de São Paulo. A Brink’s informa que está colaborando com as autoridades competentes para apuração do assalto. Ninguém foi preso.