Pernambuco terá toque de recolher a partir deste sábado

Governador Paulo Câmara proibiu atividades não essenciais até o dia 10 de março, das 22h às 5h

atualizado 26/02/2021 13:04

Paulo CâmaraAluísio Moreira/SEI

Pressionado pela alta taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devido à pandemia da Covid-19, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou, nesta sexta-feira (26/2), novas medidas restritivas, válidas para todo o estado. A partir da noite de sábado (27/2) até o dia 10 de março estará proibida qualquer atividade não essencial, das 22h às 5h.

“Infelizmente, o novo avanço da doença pressionou nosso sistema hospitalar e a taxa de ocupação de UTI superou hoje os 90%”, afirmou Câmara.

O governador anunciou também a ampliação das equipes de logística para diminuir ainda mais o prazo de entrega de vacinas assim que elas chegarem ao Recife, e a abertura de mais 30 leitos de UTI. Segundo Câmara, Pernambuco conta, atualmente, com quase 2 mil leitos para pacientes infectados com a Covid-19.

“A polícia e os órgãos de fiscalização estarão nas ruas para observar o cumprimento desse novo decreto. Vamos monitorar os dados minuto a minuto neste fim de semana e, caso os índices permaneçam piorando, novas medidas restritivas podem ser anunciadas já no início da próxima semana”, advertiu.

Na última quarta-feira (24/2), o governador pernambucano divulgou ações restritivas para 63 municípios do interior, entre 20h e 5h. Nos próximos dois fins de semana, as atividades estarão proibidas entre 17h e 5h.

Diversos estados, entre eles, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Paraíba, Bahia e o Distrito Federal voltaram a anunciar medidas restritivas nos últimos dias.

Últimas notícias