PB: prefeito publica decreto que autoriza sacrifício de animais abandonados

Cabe ressaltar que se o bichinho a ser recolhido estiver doente, em condições de "apreensão impraticável",, ele poderá ser sacrificado

atualizado 21/01/2021 19:51

Cachorro com medoReprodução/ Freepik

O prefeito do município de Brejo do Cruz (PB), Tales Torricelli, publicou um decreto que autoriza o recolhimento e o sacrifício de animais abandonados e errantes. A situação causou revolta e comoção entre a população local.

De acordo com o portal Uol, uma das justificativas do prefeito é o crescente número de acidentes de trânsito provocados por cães que vagam pelas ruas, além de doenças causadas pelos animais soltos ou abandonados na cidade.

Conforme o documento, publicado esta semana, animais de pequeno, médio e grande portes que estiverem soltos, ou ainda em locais de livre acesso à população, serão recolhidos e poderão ser sacrificados.

Se o animal for recolhido, ele pode ser resgatado pelo dono em até sete dias úteis. Caso esse prazo já tenha passado, o bichinho poderá ser doado, sacrificado ou colocado para leilão.

De acordo com a prefeitura, cabe ressaltar que se o animal a ser recolhido estiver doente, em condições de “apreensão impraticável”, ele poderá ser sacrificado in loco.

0

Últimas notícias