Pastor do RJ que quebrou oferendas e postou vídeo na rede é indiciado

Gleidson Alexandre Ferreira de Lima vai responder por por intolerância religiosa. Caso aconteceu em Belford Roxo, na Baixada Fluminense

atualizado 24/02/2021 16:30

Pastor de Belford Roxo quebra oferendas e filma. Caso vai para a PolíciaReprodução Internet

Rio de Janeiro – A delegada titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), Marcia Noeli, indiciou, na tarde desta quarta-feira (24/2), o pastor evangélico Gleidson Alexandre Ferreira de Lima por intolerância religiosa.

Ele é acusado de destruir as oferendas de um terreiro de candomblé – localizado no mesmo bairro da igreja de Gleidson –, gravar um vídeo e divulgar o ato nas redes sociais.

“Vamos quebrando em nome de Jesus. Quebra de maldição”, diz o pastor, na filmagem, enquanto estilhaça os recipientes usados nas oferendas.

O líder religioso do terreiro, babalorixá Natan, registrou o fato na delegacia e afirmou que as oferendas estavam em um lugar descampado, no alto de uma colina.

O caso aconteceu no bairro Shangrilá, em Belford Roxo, Baixada Fluminense.

Últimas notícias