Padre Marcelo Rossi não registra BO contra mulher que o empurrou

Em vídeo publicado em seu canal do YouTube na manhã desta segunda-feira (15/07), o sacerdote explicou sua decisão

Reprodução/YouTubeReprodução/YouTube

atualizado 15/07/2019 17:16

Depois de ser empurrado por uma mulher enquanto celebrava uma missa nesse último domingo (14/07/2019), em São Paulo, padre Marcelo Rossi tranquilizou os fiéis. Em vídeo publicado no YouTube na manhã desta segunda-feira (15/07/2019), o sacerdote reafirmou estar bem e explicou por que não registrou boletim de ocorrência (BO) contra a agressora.

“Meu BO é Bíblia e oração”, disse. “Não bati a cabeça. Não tocou a coluna. Machucou muito a perna, mas tudo consertado”, falou em vídeo.

 

Para o religioso, o que aconteceu foi um milagre. “Eu fui salvo. Eu tive a experiência do milagre da mãe.” Segundo o padre, Nossa Senhora o protegeu contra “o inimigo”. “O inimigo está furioso, vai ficar mais ainda.”

Queda
Padre Marcelo Rossi, 52 anos, foi empurrado e caiu do palco no qual celebrava uma missa, na comunidade católica Canção Nova (SP). Segundo informações preliminares, o religiosos não teve ferimentos graves e, após ser socorrido, continuou o sermão. Em vídeos que circulam pela internet é possível ver o exato momento em que uma mulher se aproxima do padre e o empurra pelas costas. A acusada teria furado o esquema de segurança, invadido o palco e cometido o atentado. Veja o vídeo:

 

A mulher, que não teve a identidade revelada, foi contida pela Polícia Militar de Cachoeira Paulista, município onde fica a comunidade religiosa, e levada para a delegacia de Lorena, cidade vizinha. Até a última atualização desta reportagem, ela seguia detida. Amigos afirmam que ela sofre de problemas psiquiátricos.

No momento da queda, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração. Em nota, a comunidade se manifestou dizendo que lamenta o fato. “A Canção Nova lamenta o incidente ocorrido com o padre Marcelo Rossi durante a missa que ele presidia neste domingo (14/07/2019), em Cachoeira Paulista (SP). O sacerdote passa bem, conforme vídeo abaixo. Ele foi atendido pela equipe médica do evento e presidiu a celebração até o fim”, dizia o documento.

Minutos após o incidente, o padre divulgou um vídeo, afirmando que “Maria passou na frente”. Disse sentir algumas dores, mas que não foi nada grave e que está bem.

 

Últimas notícias