Paciente protesta por falta de pagamento de funcionários em hospital no Rio

"Eles salvaram minha vida e hoje estão sem salário", argumenta o paciente que se recuperou da Covid-19 em São Gonçalo, município carioca

atualizado 15/09/2020 17:30

Douglas de Oliveira, fundador do Projeto Primeira Chance, resolveu “acampar” na porta do Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no Colubandê, em São Gonçalo, Rio de Janeiro, como forma de solidariedade aos funcionários que o ajudaram a se recuperar da Covid-19 e estão há três meses sem receber salários e benefícios.

Douglas foi contaminado pelo novo coronavírus logo no início da pandemia e precisou de atendimento médico hospitalar. “Eu cheguei de cadeiras de rodas e saí andando, respirando normalmente. Fui muito bem atendido, cuidado. Agora estou aqui para retribuir, já que eles não podem falar a gente que não tem nenhum vínculo com o hospital vai falar por eles”, afirmou.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias