Óleo misterioso polui praias em 46 cidades de 8 estados no Nordeste

Petróleo cru de um tipo que o Brasil não produz tem chegado às praias e atingido animais marinhos e aves desde 2 de setembro

Banhistas, pescadores e moradores de regiões litorâneas do Nordeste têm sido surpreendidos desde o início de setembro por manchas de óleo que sujam a água do mar, a areia das praias e afetam a fauna marinha. O óleo atingiu o litoral de oito estados nordestinos – até agora, só não há registros na Bahia. Ao todo, foram atingidas 46 cidades e, nelas, pelo menos 99 praias.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), foram encontrados pelo menos 9 animais atingidos pelo óleo nas localidades – oito tartarugas marinhas e uma ave conhecida como bobo-pequeno. Desses animais, pelo menos 7 morreram devido à ingestão do produto.

As primeiras manchas de óleo foram vistas em cidades de Pernambuco no dia 2 de setembro. Desde então, a lista de locais atingidos aumenta todos os dias.

Órgãos ambientais federais e dos estados atingidos têm buscado a origem da poluição há quase um mês, sem sucesso. Até o início da semana, as análises preliminares indicavam que o óleo era um derivado de petróleo. Na última quarta-feira (25/09/2019), porém, o Ibama informou que os últimos testes feitos pela Marinha e pela Petrobras indicaram que o óleo é petróleo cru.

Além de ser petróleo não processado, o óleo é de um tipo que não é produzido no Brasil, ainda segundo o Ibama. O órgão informou que está colocando em prática ações, junto ao Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Marinha e Petrobras, “com o objetivo de investigar as causas e responsabilidades do despejo, no meio ambiente, do petróleo cru”.

A investigação aponta ainda que o óleo que atinge todas as localidades parece ter a mesma origem. O Ibama não comentou possíveis suspeitas, mas órgãos ambientais estaduais têm apontado para a possibilidade de um navio ter liberado o produto em alto-mar e as correntes marinhas estarem espalhando a poluição.

Drones ao mar
A Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará, estado com 20 municípios atingidos pelo óleo, informou nesta quarta-feira (25/09/2019) que vai utilizar helicóptero e drones para procurar em alto-mar a origem do material.

O Ibama informou que terá a ajuda da Petrobras para limpar as praias. Nos próximos dias, segundo o Ibama, a empresa colocará à disposição uma equipe de 100 pessoas. O cronograma de atuação não foi informado.