Município de SC vai recorrer de decisão que permitiu professora não se vacinar

Segundo comunicado da prefeitura de Gaspar, a professora que entrou com o processo contra o decreto municipal trabalha em carátar temporário

atualizado 20/09/2021 18:07

vacinacao de quem tem 25 anos ou mais-7Gustavo Alcântara / Metrópoles

A decisão da Justiça que permitiu uma professora de Santa Catarina não se vacinar contra a Covid-19 terá novos capítulos. O município de Gaspar, responsável pelo decreto que obriga a imunização do servidores alvo da ação judicial, decidiu que vai recorrer da liminar concedida pela juíza Cibelle Mendes Beltrame.

Segundo o comunicado da prefeitura, a funcionária que entrou com o processo contra o decreto municipal é uma professora em caráter temporário.

Leia mais em NSC Total, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias