*
 

Enviadas especiais à Curitiba (PR) – Terminou o ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, iniciado às 14h30 desta sexta-feira (6/4) na sede estadual do PT em Curitiba. Após às 20h, cerca de 1,6 mil manifestantes que protestavam contra a prisão do petista começaram a deixar lentamente a Praça Santos Andrade, destino final da manifestação. O local foi escolhido para o desfecho da passeata por ter recebido o encerramento da caravana do político no Sul do país.

Segundo a Agência Estado, os apoiadores do ex-presidente pretendiam marchar rumo à sede da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida. Entretanto, como Lula não se entregou à PF, e consequentemente não seguiu para Curitiba, os apoiadores permaneceram no centro da capital paranaense. Durante o ato, um carro de som reproduziu discursos feitos por lideranças do PT, de siglas de esquerda e de movimentos sociais em São Bernardo de Campo (SP).

Mas, assim como os colegas paulistas, os apoiadores de Lula em Curitiba também prometem voltar a promover ato público na manhã deste sábado (7/4), no Centro Cívico da capital paranaense.

São Bernardo do Campo (SP)
A manifestação a favor do ex-presidente Lula, que tomou conta do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Benardo do Campo, também vai se esvaziando aos poucos. O caminhão de som, usado para discursos de militantes, foi desligado por volta das 20h. Mas, como o ex-presidente Lula permanece no prédio, vários apoiadores permanecerão por ali, em vigília. Há expectativa de que o político se pronuncie neste sábado, depois de missa em homenagem a ex-primeira-dama Marisa Leticia. (Com informações da Agência Estado)

 

 

COMENTE

Polícia Federalptmanifestaçõesprisão de Lulamilitantes do PT
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil