Manaus deve enfrentar nova cheia severa do Rio Negro

Capital amazonense registrou 30,01 metros em medição feita no mês de junho de 2021. Expectativa é chegar a níveis semelhantes em breve

atualizado 16/05/2022 19:33

defesa civil de manaus se prepara para cheia do rio negroNathalie Brasil/Prefeitura de Manaus

Depois de registrar cheia histórica do Rio Negro em 2021, Manaus se prepara para novo ano com níveis semelhantes. De acordo com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), as chuvas intensas até o fim de maio podem fazer com que se atinja de 29,8 a 30,01 metros.

Em junho de 2021, a cheia das águas bateu 30,02 metros, o maior valor em 119 anos. A Defesa Civil da cidade amazonense, junto a outros órgãos municipais, antecipou ações de contingência como construções de pontes e suprimentos para os até 4 mil manauaras que podem ser atingidos pelas inundações, conforme levantamento do governo local.

A previsão do CPRM tem probabilidade de 80%. Por enquanto, a partir das avaliações, a cheia não deve ultrapassar o recorde. Deve, porém, superar o valor considerado “normal”, de até 27 metros.

“Espera-se que o Rio Negro atinja 29,4m, uma cota muito parecida com a do ano passado, que foi de 30m. Apesar de ser diferente em números, a severidade é a mesma”, informou o secretário executivo da Defesa Civil de Manaus, coronel Fernando Júnior.

Mais de 455 mil pessoas foram afetadas em 2021 com a maior cheia desde o início da medição, em 1902.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias